Aceleradores de download: eles ainda existem?


 Aceleradores de download: eles ainda existem?

Quem usava Internet na época da Internet Discada com certeza se lembra dos aceleradores de download, estilo Flashget, Download Accelerator Plus ou o brazuca Puxa Rápido. Como hoje em dia ter uma conexão veloz e estável se tornou muito mais comum e barato fica a pergunta: eles ainda existem? Ainda são necessários?

Bom, existir eles ainda existem, mas se ainda são necessários… hum… digamos que… depende! O que os aceleradores de download fazem é tirar proveito de algumas técnicas mais sofisticadas, dentre elas o chamado download paralelo por meio do qual o arquivo a ser copiado é dividido em partes – dez, por exemplo – sendo que todas são baixadas ao mesmo tempo por meio de dez downloads independentes que são reunídos ao final do processo.

A grande sacada dessa abordagem é que, caso ocorra um erro em um dos downloads, os outras nove continuam a funcionar sem interupções, ao mesmo tempo em que o download com problemas é reiniciado. Em alguns casos é possível até continuar o download a partir do ponto em que ele foi interrompido, poupando assim ainda mais tempo.

O problema é que, hoje em dia, muita gente baixa arquivos via torrent e páginas como Rapidshare ou Megaupload que normalmente barram os acessos simultâneos dos gerenciadores, permitidos apenas para usuários dos planos premium, reservados para quem quer desembolsar um dinheiro.

Agora, obviamente, se você pretende baixar programas de outro tipo de página, eles continuam sendo uma boa escolha.Veja aqui os 2 mais famosos:

Download Acelerator Plus (DAP)

wp contentuploads2009Download accelerator plus  wm 201x300 Aceleradores de download: eles ainda existem?
Os downloads são acelerados em até 300%, pois o programa utiliza até 4 servidores simultaneamente (caso nenhum seja selecionado).


Ele “quebra” o arquivo a ser copiado em vários outros menores, copia cada um dos pequenos arquivos e os remonta no computador de destino. Esse processo aumenta a velocidade dos downloads.

Além disso, ele exibe o PING de todos os servidores disponíveis, permitindo a escolha do mais rápido, permite parar e continuar a cópia do arquivo mais tarde ou agendar o momento da cópia e suporta reinício de downloads interrompidos, evitando perda de tempo.

Possui um language pack que exibe seus menus em português (dap5lang.exe). Para isso é necessário efetuar mais um download.

Baixe ele aqui.

Orbit
Orbit Downloader 2.8.9 150x150 Aceleradores de download: eles ainda existem?
O Orbit Downloader é baseado na tecnologia P2P (Peer to Peer ou ponto a ponto) que conta com um avançado sistema multitarefa contendo um algoritmo de alta qualidade. Ele se integra facilmente ao navegador Internet Explorer e agora também ao Mozilla Firefox (através da extensão FlashGot), permitindo que você realize downloads automaticamente por diferentes protocolos tais como: BT, FTP, HTTP, MMS e RTSP.

O programa é leve, com uma interface simples, amigável e fácil de usar, à qual é fácil adaptar-se rapidamente. Melhore seus downloads de uma forma impressionante e, melhor de tudo, você pode desligar o computador no meio de um download e quando tornar a ligá-lo o download continuará de onde parou.

Você pode baixar aqui.

E você? Já utilizou algum desses?

Fonte: Baixaki/Superdownloads

Recomendados para você:

You can leave a response, or trackback from your own site.

3 Responses to “Aceleradores de download: eles ainda existem?”

  1. Arnaldo says:

    Não……grato.

  2. Andrea says:

    Eu tenho o Orbit e recomendo, gosto tambem do IDM

  3. Edilson Gomes says:

    Sinceramente, após vários testes com aceleradores diferentes, não acredito na função dos mesmo. No meu caso, percebi uma falsa velocidade de aceleração, pois no final, é uma aventura chegar aos 100% do arquivo, rs

Quer deixar seu comentário?

What is 8 + 13 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Responda essa continha, senão o comentário não é registrado! É pra evitar spam, sabe como é, né?