Justiça encalhada: baleias processam parque aquático por escravidão!


Baleias lutam pelo direito de desencalhar do problema e justiça americana diz que elas têm os mesmos direitos de proteção contra a escravidão que os humanos

baleia orca Justiça encalhada: baleias processam parque aquático por escravidão!

Um caso um inacreditável vazou nos jornais americanos recentemente. É que as baleias do parque aquático Sea World resolveram entrar na justiça para protestar contra o trabalho forçado a que são submetidas no parque. Entenda o caso.

O processo

A organização Peta (People for the Ethical Treatment of Animals) diz que as orcas Tilikum, Katina, Kasatka, Ulises e Corky são tratadas como escravas porque vivem em tanques e são forçadas a fazer apresentações diárias nos parques Sea World na Califórnia e na Flórida. Três especialistas em mamíferos marinhos e dois ex-treinadores entraram com uma ação contra o parque aquático da Flórida, acusando-o de forçar cinco orcas a fazerem apresentações diárias. O Tribunal dos EUA argumenta que elas têm os mesmos diretos de proteção contra a escravidão que os americanos. O Sea World, por meio do corpo jurídico, alegou que o caso é um “desperdício de tempo e dinheiro”. Para eles, se o resultado for favorável às orcas, poderá haver consequências para parques, zoológicos e cães farejadores que auxiliam policiais na procura de entorpecentes.


Ganhar o caso não será mel na chuPETA

Não é por que o Peta entrou no caso que ele será de fácil solução. Segundo analistas, é improvável que os animais consigam a liberdade, mas os ativistas já se dizem satisfeitos com o caso chegando aos tribunais. A ação judicial menciona a 13ª emenda à Constituição americana que aboliu a escravidão e a servidão involuntária no país. “Pela primeira vez na história de nossa nação, um tribunal federal ouviu os argumentos de que seres vivos que respiram e sentem têm direitos ou podem ser escravizados simplesmente porque não nasceram humanos”, disse Jeffrey Kerr, advogado que representa as cinco baleias. O juiz do caso, Jeffrey Miller, levantou dúvidas sobre o fato de os animais constarem como autores do processo e afirmou que sua decisão será anunciada em outra data, ainda não definida. Tudo que se espera é que o processo das orcas não encalhe na justiça. E você leitor? O que acha que a justiça deve fazer? Concorda com as baleias? Fala pra gente nos comentários! Fonte: BBC/Folha

Recomendados para você:

You can leave a response, or trackback from your own site.

One Response to “Justiça encalhada: baleias processam parque aquático por escravidão!”

  1. Tatiana says:

    Finalmente alguém resolveu se colocar no lugar desses animais que tentam sobreviver num ambiente pequeno em relação ao seu tamanho, que não permite a possibilidade deles serem quem eles são por natureza, animais selvagens, que necessitam de amplo espaço para viverem, que precisam estar em contato com outros seres, não apenas cinco orcas num aquário, mas conviverem com os animais que fazem parte do seu habitat natural, como tubarões, lulas, enfim, poderem ficar a 2mil metros de profundidade, caçarem em grupo, viverem como merecem. Claro que é lindo vê-las no Sea, mas que pelo menos dêem o mínimo de condição. Como um aquario maior, sendo um ambiente diferente do aquário da apresentação, mais tempo para ficarem livres, quem sabe até no mar, ainda que cercado por grades profundas. Resumindo sou totalmente a favor de melhores condições para os animais, sejam leões, baleias, tigres, aves… Todos!

Quer deixar seu comentário?

What is 3 + 4 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Responda essa continha, senão o comentário não é registrado! É pra evitar spam, sabe como é, né?