Nissim Ourfali, o guri da baleia, quer processar Google e Youtube!


Ele mesmo postou seu vídeo tosco no ar e agora quer 30 mil reais por danos, provando que não nega suas raízes…

nissim ourfali baleia Nissim Ourfali, o guri da baleia, quer processar Google e Youtube!

Meses atrás, a internet se surpreendeu com o vídeo do Bar Mitzva do garoto Nissim Miojo Ourfali, obviamente produzido a pedido de seus pais por alguma produtora de videos para festas de aniversário. A tosquice do vídeo chamou a atenção dos internautas, uma versão da música da boyband Onedirection que narra a vida de Nissin. Se você estava em coma ou fora do planeta, segue o vídeo:


Pois bem, o vídeo postado pela família do garoto, que também mostra seus animados pais e irmãos, está dando mais ainda o que falar. Os advogados da família de Nissim entraram com uma ação na justiça de São Paulo contra o YouTube, site controlado pela Google do Brasil. Nas informações do processo consta o pedido de indenização no valor de 30 mil reais.

Google e o processo de Nissim

A Google Brasil, como de costume, não se manifesta sobre casos específicos correndo na justiça. Por sua vez, a família do menino judeu ao ser procurada pela revista Exame preferiu não se manifestar sobre o assunto.

Resta saber o que eles alegam no processo, uma vez que o vídeo foi colocado no ar pela própria família do garoto. Mesmo tendo sido retirado do ar ele já estava em vários outros canais de divulgação internet afora. Segundo a justiça, a única parte  divulgada do processo diz o seguinte em despacho do último dia 24 de setembro:

“(…) é para mim duvidosa a possibilidade técnica de retirada da internet de todos os caminhos de acesso que a essa altura se estabeleceram ao vídeo em questão, sendo certo que disseminação descontrolada de conteúdo é característica da internet (da qual, talvez pela novidade ainda de sua existência, boa parte dos usuários não tem consciência). Assim é que, embora compreenda sob aspecto humano a situação em que se encontra o autor, não vejo de plano possibilidade de estabelecer obrigação de fazer, mormente de conteúdo aberto como pretendido, para a requerida, convindo seja por primeiro aberto o contraditório.”

Ao que parece, a família reclama do vídeo ter se espalhado na Internet. E a meu ver eles querem apenas ganhar um troco. Inclusive há risco do próprio garoto ser processado pelo uso da música da banda One Direction sem permissão.

E você leitor? Acha que Nissim Ourfali só quer mais dinheiro pra ir pra baleia?

Fonte: tecnoblog.net

You can leave a response, or trackback from your own site.

Quer deixar seu comentário?

What is 6 + 12 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Responda essa continha, senão o comentário não é registrado! É pra evitar spam, sabe como é, né?