Dicas para economizar água, luz e gás de cozinha na quarentena


Mais parecendo um daqueles filmes de ficção científica, essa pandemia pegou a todos de surpresa. O confinamento vem trazendo sérias consequências, tanto no lado psicológico quanto no econômico, nos obrigando a pensar no que, de fato, é essencial e onde podemos economizar.

O fato é que se, por um lado ficar em casa significa deixar de gastar com lazer, ficar em casa aumenta gastos com água, luz e gás e quanto mais pessoas na residência, mais altos serão esses gastos.   

Por isso, resolvemos mostrar aqui algumas dicas do que fazer durante a quarentena para o bolso não pesar tanto no final do mês. Confira:

Economizando água

A primeira dica é juntar uma certa quantidade de louça antes de lavar, pois segundo estudos, lavar cada louça por vez acaba exigindo um consumo maior de água do que juntar uma certa quantidade para fazer a lavagem de um certo volume de louça.

Também é importante saber que nem toda a água usada em casa precisa ser potável.  Por exemplo é: a água de dar descarga no banheiro, regar plantas, sendo possível coletar um pouco de água, no banho, por exemplo, com uma bacia ou balde e usar esta água como uma próxima descarga, assim como, a água de enxágue da máquina de lavar, que sai muito limpa e pode ser usada nestas atividades. Deixando a água potável para as torneiras.

E se houver mais de um morador em uma mesma casa, vale tomar banhos em sequência, gerando uma diminuição no consumo de água e de energia elétrica, pois ao ligar o chuveiro, a espera da água quente faz com que se desperdice a água que sai fria nos momentos iniciais. 

E isso vale também para quem tem chuveiro a gás, já que o chuveiro a gás, até aquecer a água, desperdiça dezenas de litros.

Outra dica é apostar no uso de redutores de vazão nas torneiras, vale comprar pela internet mesmo, assim poderá realizar as mesmas atividades economizando até 60% de água. É só informar o modelo da torneira para encontrar o redutor adequado. 

E quem mora em casa com quintal, vale aproveitar a água das chuvas para atividades como lavar o carro ou a calçada, só não ‘estoque’ essa água por dias para não virar depósito de larvas de mosquitos da dengue e outras enfermidades.

Economizando energia elétrica


A primeira dica é procurar organizar todas as atividades feitas durante o dia, para aproveitar a luz natural. Abra janelas e deixe o ar entrar, refrescando o ambiente e evitando ter que ligar o ar condicionado. Sem falar que a circulação de ar faz bem à saúde.

Outra dica, no caso do uso de ar condicionado ser inevitável, é usá-lo associado ao ventilador. Primeiro ligue o ar condicionado por um tempo, assim que a temperatura estiver agradável, desligá-lo e ligar o ventilador. Acredite, ele fará o ar fresco circular ainda por um bom tempo, gastando muito menos energia.

Importante ter muita atenção com os eletrônicos e não deixar carregadores de computadores e celulares na tomada sem uso, pois  consomem energia mesmo sem estarem carregando aparelhos eletrônicos. 

E evite o uso de adaptadores múltiplos, conhecidos como benjamins, pois sua rede interna pode não comportar essa demanda e aquecer a fiação, gastando muito mais energia, além de poder causar curto-circuitos e incêndios.

Vale também ressaltar aqui que a quarentena está acontecendo numa época de poucas chuvas, e a energia elétrica consumida no Brasil vem das hidrelétricas que dependem do volume de água nos rios para funcionarem. Ou seja, mais do que nunca se tornou urgente economizar energia elétrica.

Por isso, aquelas dicas de nossos pais mais do que nunca devem ser seguidas, como, por exemplo, evitar que a geladeira fique sendo constantemente aberta, apagar sempre a luz ao deixar um ambiente. 

Outra dica, é procurar usar mais o fogão do que o microondas na hora de aquecer comida. 

Economizando gás

Sem falar que pode pesar no bolso, um maior consumo de gás também gera um impacto ambiental significativo, já que ele é um derivado do petróleo. 

É preciso atentar para o risco da redução na oferta de gás em algumas regiões com o aumento generalizado do consumo, por isso, tal como acontece com a  eletricidade, é preciso fazer o uso racional de gás. 

Para reduzir o consumo de gás de cozinha, a dica é cozinhar maiores quantidades em menos dias da semana e congelar os alimentos produzidos para consumo ao longo dos dias. 

Uma dica que merece atenção é a panela de pressão, com todo o devido cuidado, para otimizar o consumo de gás, já que ela cozinha de maneira rápida.  E vale, também, procurar fazer refeições rápidas, de um prato só.

 

Recomendados para você:

You can leave a response, or trackback from your own site.

Quer deixar seu comentário?

What is 4 + 7 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Responda essa continha, senão o comentário não é registrado! É pra evitar spam, sabe como é, né?