Plantio de milho transgênico matou 37 milhões de abelhas? Saiba a verdade!


O plantio de milho transgênico estaria afetando e matando as abelhas em Ontário, no Canadá? Há informações que mais de 37 milhões de abelhas morreram em decorrência do milho geneticamente modificado. Isso seria verdade?

Abaixo, veja o desfecho dessa história.

O milho transgênico tem sido tempero para muitas polêmicas acerca de diversos assuntos ao redor do mundo. Agora, pelo o que parece, as abelhas também estão envolvidas nessa história. Segundo o boato que circula pelas redes sociais, a prática do plantio desse tipo de milho estaria matando milhões de abelhas.

O que tudo indica é que as abelhas morreram após algumas semanas desde que o milho modificado foi plantado na cidade canadense. Os boatos circulam por redes sociais, como Facebook, WhatsApp e alguns blogs.

As 37 milhões de abelhas, assim como indica a mensagem, pertenciam a um apicultor local, conhecido como Dave Schuit. Ao todo, o produtor de mel teria perdido 600 mil colmeias.

O fator que estaria ligado à morte das abelhas seriam dois pesticidas vendidos pela Bayern: Imidacloprid e Clothianidin. As duas substâncias seriam as responsáveis por danificar o pólen e o néctar e, dessa maneira, matar as abelhas.


As abelhas estão morrendo por causa do milho transgênico?

Será que o plantio de milho geneticamente modificado está matando as abelhas, no Canadá? O milho transgênico oferece riscos à saúde das pequenas abelhas? Continue lendo e confira a resposta para este caso.

Para esclarecer, a história surgiu como uma notícia sobre o colapso de colmeias em um bairro de Ontário. A informação foi veiculada pela CBC (Canadian Broadcasting Corporation), uma rede pública canadense. Na publicação, Dave Schuit mostrava o pesticida como responsável pela morte de milhões de suas abelhas e, por conta disso, pedia um posicionamento do governo do país.

A partir daí, vários blogs e sites começaram a compartilhar a notícia como um fato. No entanto, o motivo que causou a indignação mundial foi à mudança do título, que passou a culpar a plantação do milho, ao invés dos pesticidas e agrotóxicos.

Com isso, a notícia ganhou o mundo e foi replicada em vários idiomas, inclusive o nosso. Ou seja, a história de que o plantio de milho transgênico tem matado as abelhas é falsa! Tudo não passou de uma modificação de chamada estratégica.

O pesticida realmente mata as abelhas?

De acordo com uma pesquisa realizada pela Unidade de Pesticidas da EFSA, três tipos de neonicotinóides (clotianidina, imidaclopride e tiametoxame) possuem efeitos maléficos às abelhas.

No entanto, existem diversas pesquisas em andamento, mas nenhuma foi capaz de provar que o plantio de milho transgênico estaria atrelado à morte das abelhas.

A história das 37 milhões de abelhas mortas por causa da plantação de milho transgênico é falsa. O boato não passa de uma pequena adaptação no título da publicação. O que realmente causa danos á vida das abelhas são os pesticidas e outros componentes químicos. Por enquanto, nenhuma pesquisa comprova os efeitos colaterais do milho transgênico no que se diz respeito às abelhas.

Publicação que repercute a notícias falsa

Publicação que repercute a notícias falsa

You can leave a response, or trackback from your own site.

Quer deixar seu comentário?

What is 2 + 2 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Responda essa continha, senão o comentário não é registrado! É pra evitar spam, sabe como é, né?