Após greve, caminhoneiro recebe multa de 400 mil e se suicida: verdadeiro ou falso?


Recentemente, começou a circular pelas redes sociais uma mensagem em que um caminhoneiro, que participava da greve que ocorreu há pouco mais de duas semanas e que paralisou o país, teria cometido suicídio após receber uma multa de R$ 400 mil. O caso aconteceu em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul e tem intrigado a todos.

Segundo mensagens que estão sendo espalhadas por meio do Whatsapp, Renner Diehl, 48, suicidou-se depois de receber uma multa referente aos bloqueios de estradas durante a greve dos caminhoneiros. Entre as mensagens, havia críticas ao atual governo do país e um áudio que seria da irmã do caminhoneiro falecido, no qual também critica a situação socioeconômica do Brasil e faz um apelo para que todos substituam a foto do perfil do app de mensagens e coloque uma escrita “luto”.

Além disso, em alguns trechos era mencionado o nome do Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, responsável por determinar a cobrança da tal multa.

No entanto, todos sabem que na internet o que é falso, dura pouco. A história já foi desmentida e, com certeza, é mais uma daquelas facetas criada por algum ser da web, só para zoar; explicaremos o porquê.

caminhoneiro 300x310 Após greve, caminhoneiro recebe multa de 400 mil e se suicida: verdadeiro ou falso?

Montagem fake utilizada nas redes sociais e em sites sem credibilidade

Caminhoneiro não se matou após ser multado

Para falar a verdade, esse caminhoneiro nunca recebeu uma multa, não tem irmãs e com certeza nunca existiu! As informações contidas nas mensagens que estão sendo veiculadas nas redes sociais são apenas boatos. Abaixo, veja como é fácil desmentir um boato de internet:


Cheque os nomes citados nas mensagens

O primeiro passo que vai ajudar a descobrir se uma notícia é verdadeira ou falsa, é checar pelo nome dos personagens envolvidos. No caso do caminhoneiro suicida, não existem informações sobre nada, nem sobre o nome Renner Diehl. Portanto, pesquise antes de tudo.

Confira os veículos de oficiais

Nunca confie em boatos espalhados por redes sociais. Uma dica importantíssima é conferir os principais sites de notícias do país. Geralmente, uma notícia como a do caminhoneiro que se matou geraria uma grande audiência, algo imperdível para os noticiosos.

Atente-se a data da notícia

Outra característica de quem espalha notícia falsa é disseminar conteúdo antigo como se fosse algo do momento. Normalmente, pegam informações que coincidam com o atual cenário da política do país ou algum carro que tenha chamado atenção, quando a vítima clica no link é redirecionada para um site que não tem nada a ver com o anunciado. Geralmente, são sites cheios de vírus.

Nunca clique em links estranhos

Talvez, essa seja a dica mais importante a ser dada, não só por causa da integridade da notícia, mas por conta do dano que causará ao aparelho da vítima a partir do momento em que acessa-la.

Geralmente, as pessoas disseminam a Fake News sem saber os danos que ela pode causar. Uma dica o importante consiste em tomar cuidado com o formato do link. Se a URL do conteúdo apresentar informações duvidosas, não clique porque, provavelmente, será um conteúdo malicioso.

Renner Diehl 329x310 Após greve, caminhoneiro recebe multa de 400 mil e se suicida: verdadeiro ou falso?

Postagem que circula nas redes sociais

Recomendados para você:

You can leave a response, or trackback from your own site.

Quer deixar seu comentário?

What is 14 + 15 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Responda essa continha, senão o comentário não é registrado! É pra evitar spam, sabe como é, né?